Locomotiva da Madeira Mamoré é levada ao Espaço Alternativo de Porto Velho

6 de julho de 2017 00:410 comentários

Uma locomotiva que estava na Vila Candelária foi levada para o Espaço Alternativo de Porto Velho, onde deve fazer parte do memorial histórico de Rondônia, onde também foi construída uma réplica do Real Forte Príncipe da Beira (Costa Marques). A máquina está sendo restaurada pela associação dos antigos ferroviários da Estrada de Ferro Madeira Mamoré.

A pedido do Departamento Estadual de Estrada e Rodagem (DER), transferência da locomotiva foi autorizada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O DER pretendia fazer uma surpresa à população, mas quando chegou ao local já havia algumas pessoas praticando atividade física no espaço e fotografaram a chegada da locomotiva.

A ideia foi acrescentada ao projeto depois da retomada das obras em que as duas passarelas de concreto foram substituídas por uma moderna, considerada uma escultura urbana, com estrutura artística ondulada e iluminação cênica em Led, de três metros de largura por 184 metros de extensão.

Sobre a passarela, a empresa responsável pela obra já está construindo a escultura no Estado do Espírito Santo. As peças da passarela chegaram a Porto Velho prontas e serão montadas no local destinado. A primeira carreta com as primeiras peças devem chegar em 20 dias.

Segurança

Além das câmeras de monitoramento da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesdec), haverá outras do DER. Os equipamentos já estavam previstos para serem instalados no local, mas como começaram atos de vandalismo antes do fim da obra, a ajuda da Sesdec foi solicitada e prontamente atendida, enquanto ocorre a licitação das câmeras do DER.

A previsão do governo para entregar a obra é até dezembro deste ano, com a passarela pronta, estacionamento, pistas recapeadas, e todos os detalhes do projeto.

Fonte : rondoniaagora

Deixe um comentário


Pular para a barra de ferramentas