Suspeito de matar estudante de medicina de Rolim de Moura se entrega à polícia em Ariquemes

20 de junho de 2017 01:180 comentários

O homem de 27 anos suspeito de assassinar a tiros a estudante de medicinaJosélia Jonas Barbosa de Almeida, de 23 anos, se apresentou à Delegacia de Polícia Civil de Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, no último final de semana. Conforme a Polícia Civil (PC), Róger Fonseca Kirmse estava foragido desde o dia 11 de junho, quando o corpo da ex-namorada foi encontrado em meio a um matagal com perfurações no rosto em Novo Horizonte (RO).

De acordo com a polícia, o homem teve a prisão preventiva solicitada pelo delegado de Rolim de Moura (RO), Renato César Morari, por ser o principal suspeito no crime e estava sendo procurado pela polícia.

O mandado foi decretado pela Justiça no dia 12 de junho e Róger Fonseca se apresentou à polícia, em companhia de um advogado, na noite do último sábado (17), em Ariquemes.

Segundo o delegado regional da Polícia Civil de Ariquemes, Rodrigo Duarte, o suspeito preferiu não se pronunciar durante o questionamento na delegacia, mas informou que só se manifestaria em juízo.

Posteriormente, Róger foi encaminhado até a Casa de Detenção de Ariquemes (CDA) e deve ser transferido para a Penitenciária Regional de Rolim de Moura ainda nesta segunda-feira (19), onde permanecerá à disposição da Justiça.

Jovem Josélia Jonas Barbosa de Almeida foi achada morta na Zona da Mata (Foto: Facebook/Reprodução)Jovem Josélia Jonas Barbosa de Almeida foi achada morta na Zona da Mata (Foto: Facebook/Reprodução)

Jovem Josélia Jonas Barbosa de Almeida foi achada morta na Zona da Mata (Foto: Facebook/Reprodução)

À reportagem, o advogado do suspeito, Márcio André de Amorim Gomes, informou que aguardará o término do inquérito policial para definir qual será a linha de defesa a ser representada ao Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO).

Conforme a PC, a vítima teria avisado um conhecido de que algo de errado poderia acontecer no encontro marcado com o ex-namorado, que havia saído de Ariquemes, onde ele reside. “A vítima teria deixado um recado com uma pessoa próxima a ela, no sentido de que algo acontecesse, se ela não retornasse, para procurar a polícia”, explicou o delegado regional, Rodrigo Duarte.

Caso

A jovem era moradora de Rolim de Moura (RO), onde cursava a faculdade de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Rondônia (Unir), local onde foi vista pela última vez. A mãe da vítima, registrou a ocorrência do desaparecimento da filha na tarde de sexta-feira (9).

Conforme relato de amigos e familiares, a estudante foi vista pela última vez ao entrar em uma caminhonete no estacionamento da universidade no dia 8 de junho, e antes de sair, informou a um amigo que estava indo se encontrar com Róger e que avisasse a todos caso ela não retornasse.

Corpo estava na mata da área rural de Novo Horizonte, RO (Foto: Alerta Rolim/Reprodução)Corpo estava na mata da área rural de Novo Horizonte, RO (Foto: Alerta Rolim/Reprodução)

Corpo estava na mata da área rural de Novo Horizonte, RO (Foto: Alerta Rolim/Reprodução)

No dia 11 de junho, o corpo da acadêmica foi encontrado na zona rural de Novo Horizonte e apresentava três perfurações provocados por disparos de arma de fogo na região do rosto.

O delegado responsável pelo caso, Renato Morari, informou que Josélia e Róger tiveram um relacionamento quando ela tinha entre 16 e 17 anos e recentemente eles passaram a se envolver novamente. “Esse relacionamento era meio sigiloso, poucas pessoas sabiam, isso porque o suspeito é casado e Josélia tinha um namorado”, afirmou o delegado.

Por Jeferson Carlos, G1 Ariquemes e Vale do Jamari

Deixe um comentário


Pular para a barra de ferramentas